Bonsai Saiba como fazer e ter Sucesso no cultivo

 

BONSAI SAIBA COMO FAZER E TER SUCESSO NO CULTIVO

 

APRENDA EM 12 PASSOS AS TÉCNICAS BÁSICAS NO CULTIVO DE BONSAI

Bonsai significa: arte criada em bandeja: Bon = Bandeja, Sai = árvore. O cultivo de Bonsai teve início no ano de 700 a.C, no Império Chinês, onde apenas a elite da sociedade praticava a  técnica. Apenas no período Kamakura (1185 a 1333 d.C)  é que o Japão adotou as práticas culturais da China, levando a técnica para o país, porém dentro da influência zen-budista e com estilos muito reduzidos. Após a II Guerra Mundial, muitos soldados retornaram para casa com exemplares de bonsai, dando início ao cultivo da arte no Ocidente. Somente em 1957, é que foi publicado o 1º Livro de Bonsai, entitulado a Bíblia do Bonsai, sendo o autor Yuji Yoshimura a ponte de ligação entre a arte do bonsai clássica japonesa e a abordagem ocidental progressista, o que resultou numa adaptação elegante e refinada para o mundo moderno. Atualmente, podemos contar com cursos, livros, revistas e muita informação nos meios eletrônicos. Devemos nos ater apenas que, o Bonsai é uma arte milenar e os estilos, técnicas, manuseio e conservação das plantas deve ser respeitado e reverenciado por todo praticante desta maravilhosa arte.

descriçao

 

1º PASSO: ESCOLHA DO VASO

A importância de selecionar o vaso certo para plantar o seu Bonsai é muitas vezes subestimada. O vaso (bem como as adições, como musgos, samambaias, pedras, estatuetas) são elementos importantes da composição, e devem ser escolhidos cuidadosamente para exibir a árvore. As árvores que estão sendo estilizadas devem ser colocadas em recipientes maiores, proporcionando às raízes espaço suficiente para que se desenvolvam ajudando a árvore a lidar com as técnicas aplicadas. As árvores mais velhas, que passam apenas pela poda de manutenção, possuem um sistema radicular mais compacto e podem ser plantadas em vasos menores, as considerações estéticas do vaso (vasos de cerâmica brasileira, chinesa ou japonesa, plástico ou cimento), são mais importantes neste caso.

vaso bonsai

 

2º PASSO: DRENAGEM DO VASO

Como os vasos no plantio das árvores sao baixos, o sistema de drenagem deve ser simples. O ideal é utilizar um pedaço de manta Bidim ou sombrite apenas para tampar o buraco do vaso. Deve-se passar um arame de cobre (nao sofre oxidações) pelos buracos do vaso, pela tela e prender no sistema radicular da planta para que ela fique firme.

drenage bonsai

 

3º PASSO: SUBSTRATO IDEAL DE PLANTIO

Substrato é um produto utilizado apenas para substituir a terra. Como o Bonsai passa por constantes podas radiculares durante o seu desenvolvimento, o ideal é que, o substrato garanta boa aeração, drenagem e desenvolvimento radicular. Esse substrato deve possuir ½ camada de pedriscos com uma granulometria abaixo de 4 milímetros para impedir a compactação do solo. Deve-se utilizar na mistura do substrato, um condicionador de solo "Classe A", que possua em sua composição turfa (mesma granulometria aos pedriscos), esterco e nutrientes minerais (fósforo, cálcio, magnésio, potássio, etc.), para dar uma melhor condição ao crescimento das plantas. O substrato deve ser aplicado após a tela de drenagem deixando o arame exposto para amarração do torrão da planta.

substrato bonsai

 

4º PASSO: ESCOLHA DA PLANTA

As plantas que irão compor o Bonsai podem ser aquelas esquecidas nas floras e viveiros de plantas ornamentais. O ideal é que sejam plantas velhas, tenha musgos e líquens em seus galhos, caules grossos, galhos tortos e que possam ser utilizadas em podas de estilização ou de manutenção. Podem ser frutíferas, floríferas ou folhagens. O ideal é que possuam lignina (tecido grosso caracterítico de árvores e arvoretas) em seu caule. Os pinheiros, ciprestes e juníperos são as plantas mais difundidas nesta arte.

siciliano

 

5º PASSO: PREPARO DA MUDA PARA O PLANTIO

A planta escolhida deve ser retirada do saco plástico, o torrão deve ser esfarelado, deixando as raízes nuas. As raízes devem ser lavadas tomando o máximo de cuidado com elas. Deve ser feito uma poda nas raízes. Antes da poda, a tesoura deve ser esterilizada em fogo brando. Na poda, deve-se retirar a raiz mais grossa, aplicar canela em pó (a mesma utilizada no arroz doce) para a cicatrização do corte. as raízes mais finas devem ser cortadas a 10 cm da base da planta. Nao é necessário o uso da canela nas raízes mais finas. O arame deve ser amarrado no sistema radicular para que a planta fique bem firme. Após a amarração, deve-se completar o restante do vaso com o substrato e pressionar com as mãos para firmá-lo ao vaso.

preparo bonsai

 

6º PASSO: CONDIÇÕES IDEAIS DE CULTIVO

O bonsai é uma árvore conduzida em vaso pequeno, devido às constantes podas, seu crescimeno é lento e tamanho reduzido. No entanto, se for plantada no solo, volta ao crescimento, atingindo a altura normal da espécie. Assim, como qualquer planta necessita de luz, água e proteção aos ventos para crescer de forma saudável. Deve-se evitar que o bonsai receba o sol dos horários mais quentes do dia, o ideal é utilizar um sombrite com 50% de luminosidade. Como qualquer planta, a água é essencial ao crescimento das plantas. Plantas com excesso de água acarretam a mela do sistema radicular e a sua falta, maior susceptibilidade ao ataque de pragas e desidratação severa da planta. O ideal é que seja feito a rega 1 vez a cada 2 dias ou quando notar que o solo está seco. A água deve escorrer pelo fundo do vaso. 

Condições bonsai

 

7º PASSO: ESTILOS DE BONSAI

O principal objetivo dos estilos de bonsai é é representar nas pequenas árvores toda a realidade da natureza, condições climáticas, solo, neve, ventos, etc. Existe um número infindado de desenhos de árvores na natureza que podem ser imitados. Seria inviável ou impossível dar nomes a todas estas variações. Sendo assim, os japoneses, de forma bastante criteriosa, definiram alguns estilos que representam a quase maiorias destas formas naturais. São eles: Hokidachi (vassoura), Chokkan (forma vertical), Fukinagashi (varrido pelo vento), Bunjingi (verde no topo), Kengai (cascata), Han-kengai (Semi cascata), Sokan (tronco duplo na mesma base), Kabudachi (multi tronco na mesma base), Yose-ue (floresta, várias árvores crescendo em harmonia), Sekijoju (raízes nas rochas), Sharimiki (tronco morto), entre outros.

Porém, ao longo dos anos, muitos estilos para classificar árvores de Bonsai têm avançado, refletindo circunstâncias muito semelhantes às encontradas na natureza. Estes estilos são abertos à interpretação e criatividade pessoal, o que significa que as árvores não precisam necessariamente obedecer a nenhuma forma. 

estilos bonsai

 

8º PASSO: PODA DA PLANTA

Para o sucesso no cultivo do bonsai, é necessário fazer 3 tipos de poda: poda de manutenção (para manter o formato do bonsai), poda de estilização (para dar um estilo ao bonsai) e poda de raiz (para transplantio no vaso e engrossamento). A poda de manutenção é mais simples, retira-se apenas folhas e galhos mais finos. A poda de estilização é mais trabalhosa, pois cria-se a forma ou estilo do bonsai, geralmente, é feita em galhos mais grossos, podendo até, descascar o tronco se o estilo escolhido for o Sharimiki. A poda de raiz também é conceituada drástica, pois o risco da planta nao sobreviver é alto. Porém, a prática leva à perfeição, e para se tornar um bom bonsaísta, é importante trabalhar as podas. 

poda raiz

 

9º PASSO: ARAMAÇÃO

A aramação é um processo importante para dar forma ao bonsai. É através da aramação que é possível conduzir um galho no formato ou estilo que se quer criar para o bonsai. Porém, para se ter sucesso neste processo, é importante que o galho seja protegido com plástico, borracha (câmara de pneu de bicicleta) ou fibra de bananeira, pois caso contrário, corre-se o risco do arame estrangular os galhos da planta. A seiva é conduzida por toda a planta através das raízes, caule e galhos, como a aramação é feita de forma firme, para conduzir um galho e o mesmo fica durante muito tempo com o arame, o risco de impedir a passagem da seiva é alto.

aramacao

 

10º PASSO: NUTRIÇÃO VEGETAL

O ideal para o desenvolvimento do Bonsai é utilizar adubos foliares que, após a aplicação nas folhas, escorram para o solo e possam ser absorvidos pelas raízes. A adubação deve ser com produtos completos na sua formulação, não apenas o NPK, mas macronutrientes secundários (magnésio e enxofre) e micronutrientes (boro, cobre, cobalto, ferro, manganês, molibdênio e zinco), para garantir o maior desenvolvimento das plantas. Com o uso do Condicionador de Solo "Classe A" no substrato, o fornecimento de nutrientes para as raízes já é suficiente, nao tendo a necessidade de se utilizar produtos granulados no vaso. Pelo bonsai ser conduzido em vasos pequenos e com pouco solo, o uso de produtos granulados (NPK) aumenta o risco de queima radicular e danos severos à planta. É importante que a adubação foliar seja feita após a poda radicular com um produto direcionado ao enraizamento das plantas e durante os processos de crescimento da planta (época de crescimento: primavera e verão, florescimento e frutificação) com um produto que possua maior teor de Nitrogênio na sua formulação.

laranjeira

 

11º PASSO: CONTROLE DE PRAGAS

O bonsai, assim como todas as plantas, estão susceptíveis ao ataque de pragas e doenças. Estes danos podem ocorrer toda vez que a planta estiver em condições de stress, seja hídrico (falta ou excesso de água), luz (sombra ou excesso de sol) ou metabólico (falta ou excesso de nutrientes). Pela grande atenção que é dada ao bonsai, estes fatores podem ser facilmente contornados se buscarmos no mercado produtos orgânicos e de fácil aplicação. Para pragas, em nosso site, temos disponíveis produtos para insetos, lesmas, caracóis e armadilhas amarelas que garantem o controle do inseto. Para doenças, a simples poda de manutenção, esterilização da tesoura e aplicação de canela em pó (condimento - cicatrizante natural) no galho cortado e sulfato de cobre (fertilizante) nas folhas, são suficientes para o controle.

 pests bonsai

 

12º PASSO: CRESCIMENTO DE MUSGOS

Além do vaso e aspecto da árvore, há outros atributos importantes para melhorar a apresentação visual de uma árvore de bonsai. Cobrir a superfície do solo com musgo é um destes, uma prática muito comum, especialmente ao exibir árvores de bonsai em exposições. Além da beleza estética, o musgo protege o solo da desidratação e de aves tentando cavar o solo à procura de insetos. Existem 2 técnicas para plantar musgos no vaso de bonsai. A primeira é a coleta do musgo na natureza e plantio direto no vaso, esse musgo deve estar crescendo nas mesmas condições ambientais (claridade) que o bonsai está. Basta raspar o solo com uma espátula e replantar o musgo no solo do vaso. É importante que o solo do vaso esteja úmido para que o musgo não desidrate. A segunda técnica é colher o musgo quando ele está com a coloração marrom, bater no liquitificador e espalhar o pó sobre o solo do bonsai. É importante mantê-lo úmido, com pulverizações diárias e, em poucas semanas, o musgo irá germinar.

musgo

Sobre a loja

A Dancruz Plantas Vende produtos Agricola como Adubos,plasticos para estufas,telas sombrite,aspersores,cercas galvanizadas,arame farpado,puverizadores costais entre outros,somos também produtores Mudas Citricas para pomares mudas nativas e frutiferas em geral,fazemos orçamentos para implantação projetos de reflorestamento e arias degradas e fizemos campanhas e feiras,somos produtor e temos registrado no ministerio da agricultura com todos termos conformidades. A Dancruz esta a mais de 16 anos no mercado.

Social
Pague com
  • Mercado Pago
  • Mercado Pago
Selos

Plantas Dancruz - CNPJ: 29.200.566/0001-49 © Todos os direitos reservados. 2020